quinta-feira, 10 de dezembro de 2009

O Arlequim Portenho


Foi uma bela surpresa: estava eu andando pelo centro da cidade, depois de fazer minha prova do Detran, quando resolvi entrar na Livraria Arlequim, que já conhecia e mais recentemente soube que estava rolando um encontro mensal de tango por lá.

Opa, espaço onde rola tango sempre me interessa. Entrei. O lugar é uma maravilha, para início de conversa. Aí veio a maior surpresa de todas: Além de Piazzolla e Gardel - sempre fáceis de achar por terras brasileiras - CDs de Di Sarli, D'Arienzo, Troilo, Leopoldo Federico, Rodolfo Mederos, Adriana Varela e por aí vai. Só a nata da fineza do tango.

Conversei com Márcio Pinheiro, organizador dos encontros (juntamente com Luiza Andrade do Tango por Si Solo) e apaixonado confesso do tango. O cara saca tudo de tango, e ficamos ali batendo uma bola.

Por essas e outras que estou aqui para convocar a turma tangueira para o próximo encontro na Arlequim (cujo nome real é O Arlequim Portenho, 'roubado' da música El Arlequin Porteño de Raúl Garello).

Então, lá vai o serviço:

Dia: 9 de janeiro, sábado

Hora: 14h

Local: Livraria Arlequim
Paço Imperial, Praça XV de novembro, 48 lj.1 - Centro - Rio
tel.: 2220-8471 / 2524-7242



.:.:.:.:.:.:.

quinta-feira, 19 de novembro de 2009

Uma rosa na boca - fragmento
















Estou escrevendo
meu mais novo livro
, esse totalmente inspirado no tango: "Uma rosa na boca e o coração na mão".

Nele vai ter de tudo: prosa, poesia, prosa poética, entrevistas... enfim, vai ser minha homenagem ao tango, que a 15 anos ainda consegue me comover tão profundamente.

Aí vai um fragmento dele:

"(...) Nada como o senso de oportunidade, anote aí. E oportunidade significa saber observar e aproveitar o momento certo. Principalmente se você é mulher e vai tirar um homem para dançar. A todo momento somos devidamente lembradas que o mundo é machista, e a dança a dois é ultra-machista. Mesmo que sejamos brasileiros descolados, vamos e venhamos, ninguém quer levar um 'não'.

Chego perto do alvo, desta vez bebendo uma taça de água, para fazer boa figura. (Outra coisa muito desagradável é dançar com alguém bêbado, trocando as pernas, pisando no seu pé e com bafo de cachaça. Por isso a mescla de qualquer bebida alcoólica com água. Um drops cai bem de vez em quando também).

A essas alturas quem não conhece bem o tango e seus universos deve estar se perguntando onde diabos entra a famigerada rosa na boca. Pois bem, estava mesmo esperando alguém perguntar, para eu poder responder: não entra. Esquece isso. A rosa na boca é um símbolo da distorção que os veículos de massa impõem ao mundo, sem nunca se darem ao trabalho de fazer uma pesquisinha, medíocre que seja. Aliás esse assunto veio em boa hora, porque eu não aguento mais ouvir que o tango que Al Pacino dança em Perfume de mulher é o máximo.(...)"



.:.:.:.:.:.:.

sexta-feira, 6 de novembro de 2009

Rapidinha sobre bailes

Eu gostaria muito de ir/ter ido aos bailes do V Rio Tango Festival, mas me expliquem: o que leva um baile a custar R$90,oo ?





...

sexta-feira, 30 de outubro de 2009

Por onde andará Blas Rivera?

Meu amigo Blas Rivera, um argentino de Córdoba, mostrou - e continua mostrando - há alguns anos que não só de bandoneón se faz tango. Com seu saxofone provou por A + B que o tango é coisa pra uma gama infinita de instrumentos. Devo dizer que eu fui uma dos muitos bailarinos que já experimentaram dançar ao vivo ao som de seu metal.

Regravou alguns clássicos do tango como "Uno", "Oblivion", "El dia que me quieras", "Milonga al viento", mas a maior parte de suas gravações são criação sua.

Seu repertório é inteligente, antenado, descolado, inspirado e invente aí mais uns adjetivos para classificá-lo e ainda estarás longe de uma classificação exata. Procure Blas no Youtube e você entenderá do que estou falando.

Acontece que faz tempo que não tenho notícia desse cara. A última informação é de que ele está morando em Madri. Então, aproveitando o ensejo, lanço aqui a campanha "Vamos achar Blas Rivera". Quem tiver notícias dele, por favor, avise e eu posto aqui.

No vídeo abaixo vemos Blas Rivera no Programa do Jô tocando "Uno" de Mariano Mores.




...

Voltou à cidade para o último tango


Óleo sobre tela de Ricardo Paula, angolano.






.°.°.°.

quarta-feira, 21 de outubro de 2009

terça-feira, 20 de outubro de 2009

Javier Rodriguez e Stella Missé no Rio

Isso mesmo. Javier Rodriguez (ex-parceiro de Geraldine Rojas) e Stella Missé estarão dando o ar de sua graça em terras cariocas em dezembro. Aí vai o serviço:

De 4 a 9 de dezembro

Grande milonga no dia 4, às 21h no Olympico Clube, 116 Copacabana

Organização: João Carlos, Ana Maria, André Sampaio e Alice Vasques

informações e dúvidas pelos e-mails: jarlos@globo.com e alicevasques@hotmail.com

E para quem não conhece e também quem já conhece, posto aqui um vídeo deles bailando "Toda mi vida" de Anibal Troilo e José María Contursi.




...

terça-feira, 13 de outubro de 2009

quarta-feira, 7 de outubro de 2009

Comemorações


Esse post vem incensado de comemorações. Vamos a elas:

1) Minha volta ao Rio de Janeiro, que continua sendo a Cidade Maravilhosa, a despeito de suas limitações.


2) O ducentésimo post deste humilde blog


3) Essa cidade está bem de tango, obrigada. Descobri que temos a soma de 15 bailes periódicos, 7 práticas a preços acessíveis, 1 encontro gratuito (do qual quero falar mais posteriormente) e 1 espetáculo rolando (do qual também quero falar mais).


Deixem-me ir a esses lugares, pois preciso conhecer de perto para falar com propriedade, daí depois posto aqui com foto e tudo.
Enquanto isso vou abrindo a champanhe. tins!


Imagem: "Champanhe" de Marice Fraga


...

quinta-feira, 1 de outubro de 2009

Horacio Salgán



Aí está o maestro exuberando "A Don Augustin Bardi" de sua autoria ao piano, juntamente com craques como Ubaldo de Lío e Antonio Agri.

Detalhe: neste filme "Tango" do não menos exuberante Carlos Saura, feito em 1998, Salgán contava 81 anos. No documentário "Cafe de los maestros" de Miguel Kohan de 2008, o incansável maestro já tinha 91, e continuava trabalhando como sempre.

Atualmente ele se encontra mais vivo que qualquer um aqui. Agri já não teve a mesma sorte: morreu pouco depois de participar do filme.


.:.:.:.:.:.:.:.:.

domingo, 27 de setembro de 2009

Canto do Cisne

Tenho andado distante das postagens, mas é por um bom motivo: vou voltar para minha terra, a Cidade Maravilhosa, o meu Rio de Janeiro. E por conta dos preparativos desse retorno, tenho ficado longe de internets e afins.

Mas como meu "canto do cisne" em Brasília, participarei do I Festival de Tango de Brasília como professora e dançando com meu parceiro candango Oscar Ricarte.

Sei que vão me perguntar: "Vai voltar por que?", e aqui já vai toda explicação necessária: volto porque assim tinha que ser. E estou felizona, pode acreditar.

Quanto ao I Festival de Tango de Brasília, tem um link aqui ao lado para a página. Entre, caro leitor, e saiba detalhes.


.:.:.:.:.:.

quinta-feira, 10 de setembro de 2009

Eletrotango em Brasília


O projeto Ponte Aérea Portenha - Eletrotango traz ao CCBB uma mostra representativa do novo tango argentino, com alguns dos melhores grupos que se dedicam à fusão do tango com a música eletrônica.

A química perfeita entre o tradicional bandoneon e a batida eletrônica, numa inserção bem sucedida no universo pop contemporâneo, vem conquistando novos públicos e ampliando o interesse internacional pelo gênero, em constante renovação.


Programação

• Dias 18 e 19 de setembro | Tanghetto
Grupo de eletrotango com carreira internacional, ganhador de um disco de ouro em 2005 e indicado ao Grammy Latino na categoria Melhor Álbum Instrumental.


• Dias 25 e 26 de setembro | Otros Aires
O grupo propõe um espetáculo audiovisual de corte historicista, onde se funde a estética portenha do começo do século passado com as várias vertentes da música eletrônica.


• Dias 2 e 3 de outubro | Narcotango
A apresentação traz a sensualidade e a musicalidade do tango em roupagem eletrônica. O Narcotango é um dos principais nomes do movimento que trouxe o tango para um ritmo pop. A banda se consagrou como uma das melhores do gênero na Argentina.


• Dias 9 e 10 de outubro | San Telmo Lounge
Grupo criado por Martin Delgado e Juan Miguel Aguirre, propõe a fusão da música eletrônica com o tango e o jazz.


De 18 de setembro a 10 de outubro
Sextas e sábados, às 21h
CCBB | Teatro

Classificação: 12 anos


Os ingressos serão vendido a partir das 9h do dia 13-domingo

Telefone do CCBB: 3310-7087


(agradecimentos a Cléa de Paula e Nanci Parreira pela divulgação)


.:.:.:.:.:.:.:.:.:.:.

quarta-feira, 2 de setembro de 2009

O Mundial de Tango e a história do senhor Megata

Por Gisele Teixeira

Onde quer que esteja, o senhor Megata deve estar bem satisfeito. Hiroshi Yamao, de 36 anos, e sua esposa Kyoko, de 33, são os melhores bailarinos de tango salão do mundo.

Na última sexta-feira, após uma seleção que envolveu 300 casais, eles levaram para casa um título inédito. São os primeiros campeões não argentinos nesta categoria que é chamada também de tango social (o tango dançado nos bailes, sem acrobacias). É mais ou menos como se as japonesas derrotassem as mulatas do Rio de Janeiro no quesito samba no pé, em pleno Sambódromo.

Foi emocionante. Estava na primeira fila quando anunciaram os vencedores. Então vi bem de pertinho o momento em que Hiroshi Yamao soltou um grito e começou a chorar compulsivamente. Quase chorei também, principalmente porque imagino o que significa para um japonês, criado em uma sociedade tão competitiva e rígida, dançar, chorar, gritar, abraçar, vencer. É a quarta vez que competem. E sabe por que ganharam? Porque entenderam. “Para nosotros el valor del tango es que permite que la gente se encuentre”, disse Hiroshi, nos camarins.

Quem circula pelo mundo tangueiro não ficou surpreso com a vitória dos japoneses. Eles são fascinados pelo tango. De acordo com a Academia de Tango do Japão, há mais de 70 milongas distribuídas entre a capital Tóquio e outras cidades como Osaka, Kobe e Nagoya. E umas 100 associações, clubes, pequenas comunidades e centros culturais onde se escuta e dança tango, e se compartem histórias, tal como acontece em muitos lugares de Buenos Aires.

Os bailarinos portenhos são deuses no país oriental – que se transformou em um dos principais mercados para professores – e os músicos argentinos não deixam o Japão de fora de nenhuma turnê mundial. As academias de dança daqui estão cheias de japoneses e um dos principais sites de tango, o 10tango.com, tem versão em espanhol, inglês e japonês.

Há muitas discussões sobre por que o tango atrai tanto os japoneses. Alguns dizem que o som do bandoneón remete a melodias tristes nipônicas. Outros defendem que o contato que proporciona a dança permite aproximações físicas muito raras nessa cultura.

Creio que o tango fisga os japoneses pela mesma razão que atrai outras nacionalidades: a emoção. “Me sale de aquí adentro”, disse esta semana Fuki Aoki, apontando para o coração. Fuki é uma japonesa que há dois anos cantava ópera. Veio visitar a Argentina por uns dias e passou para o tango, sem escalas.

Essa paixão dos japoneses pelo 2x4 começou com Tsunayoshi “Tsunami” Megata, filho de um diplomata e neto de um samurai, que viveu em Paris de 1920 a 1926. Na capital francesa, aprendeu a bailar tango – dizem que muito bem – e voltou para casa com a bagagem cheia de discos.

Em Tóquio, instalou a primeira academia de baile e publicou o primeiro livro sobre o tema - Um Método para Bailar o Tango Argentino.

Megata foi tão importante para a difusão da dança em seu país, que ganhou um presente à altura. Um tango, por supuesto. Em 1981, Luis Alfredo Alposta compôs a letra "A lo Megata: “Y tal vez ahora..alguien, allá en Tokio, elegantemente, baile a lo Megata sin saber quién fue." Os limites e as fronteiras são mesmo para as mercadorias. O tango viaja sem pedir licença.

Gisele Teixeira é jornalista. Trabalhou em Porto Alegre, Recife e Brasília. Recentemente, mudou-se de mala, cuia e coração para Buenos Aires, de onde mantém o blog Aquí me quedo (giseleteixeira.wordpress.com), com impressões e descobrimentos sobre a capital portenha.

Abaixo, a emocionante vitória do casal japonês e um trecho da dança deles.


...

quinta-feira, 20 de agosto de 2009

Se calió un tango


Sí, que se calió un tango
bajo mis zapatos
Y es que él sueña como un horno
de calidad roja

Y baila...

Mientras ruboriza mis piés



poesia: Flávia Valente
foto: Lisandro Adrover tocando


...

Acontece em Sampa...


Para saber detalhes sobre o workshop de Sebastian Arce e Mariana Montes que será ministrado em São Paulo e sobre o I Campeonato de Tango Salão acesse o site Dançata: www.dancata.art.br

Sem dúvida são dois eventos de peso para quem gosta de desafios.


.:.:.:.:.:.:.:.

terça-feira, 11 de agosto de 2009

Tango salão: Inés e Federico




Vou parecer muito antiga se disser que vi Federico Naveira (isso mesmo, filho dos maravilhosos Gustavo Naveira e Olga Besio) ainda criança? Foi no primeiro workshop de tango que fiz no Rio quando ainda 'engatinhava' nessa arte.

Agora aí está Naveirinha e Inés Muzzopappa mandando um tango salão de primeira.

Apreciem sem moderação.


...

quarta-feira, 29 de julho de 2009

Resultado dos porquês



Segundo os votantes na enquete sobre os porquês das milongas vazias, aí vai o resultado:

1) Não ter com quem dançar - 61%

2) Os preços da entrada - 29%

3) A falta de simpatia dos frequentadores - 26%

4) Intervalos infinitos -23%

5) A música não ser do gosto - 20%

6) A falta de simpatia da(o) anfitriã(o) - 20%

7) Ver sempre as mesmas caras - 17%

8) Preguiça de sair de casa - 11%

9) Salão ruim para dançar - 11%

10) O local ser longe - 8%

11) Os comes e os bebes - 8%

12) Outros - 8%


Como podemos perceber, o fato de não ter com quem dançar ganhou disparado. Agora falta fazermos uma pesquisa para descobrirmos os porquês de não haver com quem dançar. Pra mim, essa investigação está começando a ficar interessante...

E dentre os 'outros motivos', houve um milongueiro do Rio que reclamou que nas milongas tocam muitas músicas que não estão relacionadas com o tango, como samba, bolero, forró... segundo ele, numa milonga deve-se tocar apenas tango, vals e milonga.


...

quarta-feira, 15 de julho de 2009

Tango na Vitrine - Prática no Rio

No dia 15 de agosto, uma nova prática de tango será inaugurada no local que eu mais amei fazer baile: o Centro Cultural Carioca (beijo para Isnard, Serginho e toda galera de lá)

A prática tem organização de Carlos Molina e da professora argentina Gimena Mello (que conheci nas aulas de balé de Dona Míriam Guimarães - ô mundo pequeno!)


Fico muito feliz que esse lindo espaço esteja sendo utilizado de novo pelo tango. Vida longa a Tango na Vitrine!

Serviço:

Inauguração dia 15/08
realização todo terceiro sábado do mês
das 18h às 19h - aula com Gimena Mello
das 19h às 22h - prática (musicalização de Gimena Mello)

preço: R$ 10,oo (tem local pra estacionar em frente)

Centro Cultural Carioca
Rua do Teatro, 37 - Pça. Tiradentes (ao lado do teatro João Caetano) - Rio de Janeiro
tel.: (21) 2502-8031 / (21) 9149-1779

www.centroculturalcarioca.com.br



.:.:.:.:.:.:.:.:.:.

terça-feira, 14 de julho de 2009

Balada para um loco (letra)

Música: Astor Piazzolla
Letra: Horacio Ferrer


(Recitado)
/
Las tardecitas de Buenos Aires tienen ese que se yo, viste?
Salgo de casa por Arenales, lo de siempre en la calle y en mi...
Cuándo, de repente, detras de un árbol, se aparece el.
Mezcla rara de penultimo linyeray de primer polizonte en el viaje a Venus.
Medio melón en la cabeza,
las rayas de la camisa pintadas en la piel,
dos medias suelas clavadas en los pies
y una banderita de taxi libre levantada en cada mano.
Parece que solo yo lo veo,
Porque él pasa entre la gente y los maniquíes le guiñan,
los semáforos le dan tres luces celestes
y las naranjas del frutero de la esquinale tiran azahares.
Y así, medio bailando y medio volando,
se saca el melón, me saluda,
me regalo una banderita y me dice:
/
(Cantado)
/
Ya sé que estoy piantao, piantao, piantao...
No ves que va la luna rodando por Callao,
que un corso de astronautas y niños, con un vals,
me baila alrededor... ¡Bailá! ¡Vení! ¡Volá!
/
Ya sé que estoy piantao, piantao, piantao...
Yo miro a Buenos Aires del nido de un gorrión
y a vos te vi tan triste... ¡Vení! ¡Volá! ¡Sentí!...
el loco berretín que tengo para vos.
/
¡Loco! ¡Loco! ¡Loco!
Cuando anochezca en tu porteña soledad,
por la ribera de tu sábana vendré
con un poema y un trombóna desvelarte el corazón.
¡Loco! ¡Loco! ¡Loco!
/
Como un acróbata demente saltaré,
sobre el abismo de tu escote hasta sentir
que enloquecí tu corazón de libertad...
¡Ya vas a ver!
/
(Recitado)
/
Y asi diziendo, el loco me convida
a andar en su ilusión super-sport
Y vamos a correr por las cornisas
¡con una golondrina en el motor!
/
De Vieytes nos aplauden: "¡Viva! ¡Viva!",
los locos que inventaron el Amor,
y un ángel y un soldado y una niña
nos dan un valsecito bailador.
/
Nos sale a saludar la gente linda...
Y loco, pero tuyo, ¡qué sé yo!:
provoca campanarios con su risa,
y al fin, me mira, y canta a media voz:
/
(Cantado)
/
Quereme así, piantao, piantao, piantao...
Trepate a esta ternura de locos que hay en mí,
ponete esta peluca de alondras, ¡y volá!
¡Volá conmigo ya! ¡Vení, volá, vení!
/
Quereme así, piantao, piantao, piantao...
Abrite los amores que vamos a intentar
la mágica locura total de revivir...
¡Vení, volá, vení! ¡Trai-lai-la-larará!
/
(Gritado)
/
¡Viva! ¡Viva! ¡Viva!
Loca el y loca yo...
¡Locos! ¡Locos! ¡Locos!
¡Loca el y loca yo!


.:.:.:.:.:.:.:.

segunda-feira, 6 de julho de 2009

Tango canción: Carlos Gardel




Para sair um pouco do assunto milongas vazias, nada melhor que levantar o astral com aquelas coisas que, em lugar de nos afastar, nos levou até o tango. Gardel é, sem dúvida, um ícone desses bons motivos.

Sendo assim, nos deliciemos com sua música e sua voz que mesmo com a tecnologia pífia da época, ainda guarda em si o encantamento inicial do tango, quando este nem contava ainda com o auxílio luxuoso do bandoneón.

Neste vídeo 'el Zorzal de Abasto' canta "Mano a mano" de Gardel, José Razzano e Celedônio Flores.



.....

quarta-feira, 1 de julho de 2009

Ainda sobre milongas vazias



Sobre as milongas vazias mencionadas no post anterior, muita gente se manifestou. Na sua maioria, mulheres.

Algumas pessoas comentaram aqui mesmo, outras por e-mail, outras tantas pessoalmente.

A reclamação mais recorrente é de que falta homem para dançar. Para dançar com as mulheres que não alugam cavalheiros, que fique claro.

Uma delas sugeriu que cada baile tivesse seus próprios cavalheiros justamente para essas damas que tomam chá-de-cadeira. E não são mulheres feias, nem acabadas e ainda por cima dançam bem, mas... por que não são tiradas então?

Eu mesma já tomei esse chazinho de gosto amargo, só que tenho sorte de sempre ter algum amigo por perto ou a cara-de-pau para tirar algum cavalheiro que eu tenha vontade de dançar.

Certa vez um deles me perguntou, quando tive a ousadia de 'sacá-lo': "Posso recusar?". Chega a ser engraçado, porque todos sabemos que se é uma mulher que faz essa pergunta... coitada.

De qualquer forma, ainda houve outras opiniões, inclusive a de que tem gente que não vai a milonga de quem não é simpático e não vem conversar à sua mesa.

A princípio prefiro não me manifestar sobre nenhuma das opiniões, até porque achei esse debate tão importante e frutífero, que vou colocar aqui uma enquete, para que possamos, de alguma forma, recuperar o gosto em todos os tangueiros de voltar às milongas, que para os organizadores não dá dinheiro, mas que nem por isso (e até talvez por causa disso), deixa de fazê-las com empenho e carinho.

...

terça-feira, 23 de junho de 2009

Milongas vazias

Tem sido cada vez mais difícil manter uma milonga - mesmo que mensal. Eu digo isso, e vários amigos meus que organizam baile, em diversos estados brasileiros dizem o mesmo. Mas por que será?

Selecionei algumas opções, para ver se meus caros acompanhadores me ajudam a desvendar esse mistério.

a) É porque dá um trabalhão, e no final das contas poucos vêem isso

b) Porque dá uma preguiiiiiiiça sair de casa...

c) Porque as milongas estão caras e o preço dos comes e bebes de um baile estão pela hora da morte

d) As seleções musicais são de doer

e) O salão é ruim

f) O atendimento é ruim

g) Tango é um ritmo desanimado

h) É dia de jogo!

i) Não tem com quem dançar


Quem quiser sugerir outros motivos, fique à vontade, afinal, a milonga é de vocês.


.:.:.:.:.:.:.:.:.:.:.:.:.

sexta-feira, 12 de junho de 2009

Dia do Tango - para ficar na memória


O Dia do Tango no DF foi memorável e quero registrá-lo devidamente.

Para começar esse post, quero agradecer a todos os tangueiros, amadores ou profissionais, iniciantes ou avançados, primeiras, segundas e terceiras idades - seja lá qual for o título, pois nessas horas somos uma massa só - por comparecerem aos eventos dos dias 8 e 9 de junho.

Tudo foi feito na rua, para qualquer um ver. Isso é um ganho sem tamanho, pois daí surgirá o Tango na Rua, movimento que pretendo tornar mensal a partir de julho.

Particularmente sempre gostei muito de dançar em locais públicos (e já o fiz muitas vezes, podem acreditar). É como se aquela vozinha de Milton Nascimento ressoasse sempre num fundinho de mim: o artista deve ir aonde o povo está. E não é demagogia, até porque não preciso de frases fáceis para nada. É só a verdade como ela é.

Todo artista deve ir aonde o povo está. E aí está: levamos o tango a lugares onde ninguém nunca tinha visto um baile de tango. Ponto para a família tangueira. E ponto para Giovani Almeida, que fez isso ser possível em Brasilia.

Giovani, essa foi pra você, camarada!


Ps: Agradecemos imensamente a Flávia Portela, José Gomes (que tenho a honra de ter como aluno), Keké (com quem compartilhei a comissão de frente da ARUC), Carlinhos,Daniela pelos espaços cedidos e pela boa vontade do trabalho em equipe. E um agradecimento especial a Renata (filha de Giovani) por prestigiar a iniciativa, mesmo estando super enrolada com trabalhos da faculdade.

E breve posto aqui o slideshow das fotos dos dois dias de evento.



abraços tangueiros ;)


...

quarta-feira, 3 de junho de 2009

Dia do Tango no DF - convocação


O dia mesmo é 8 de junho, em homenagem a um dos maiores propagadores do tango no Distrito Federal, Giovani Fabiano de Almeida, mas os bailes que acontecerão em Brasília se estendem até o dia 9 no espaço em frente aos Correios (que fica em frente ao Conjunto Nacional).

Acontecerá um baile a céu aberto e igualmente aberto a quem chegar para dançar, de preferência, porém não obrigatório, a caráter. O mais importante é levar sua disposição para dançar.

Portanto, a convocação está feita:

Dia 8, segunda, das 12:30 às 14h na Praça Zumbi dos Palmares (em frente ao Conic). Organização: João Carlos Correa

Dia 9, terça, das 11h às 12h50 (horário de almoço) em frente aos Correios. Organização: Flávia Valente


Tangueiros, estejamos todos lá!


...


quarta-feira, 13 de maio de 2009

Andrés e Meredith



Dia 21 de maio, quinta-feira, as academias 7&8 Dança de Salão e EL ABRAZO TANGO organizam Milonga Especial para receber o casal de dançarinos Andrés Amarilla (Argentina) e Meredith Klein (EUA). Com larga trajetória internacional, o casal se apresenta em Belo Horizonte.

Academia 7&8 Dança de Salão
R. Tomé de Souza, 935, 2º andar
(Savassi., esq. Pernambuco)
Belo Horizonte

De 22:00 às 02:00 horas
Horário da exibição: 23:15
Reservas: 3262-3224.
Entrada: R$20,oo


...

segunda-feira, 11 de maio de 2009

Bajofondo, eu fui!


É, andei distante uns tempos, mas foi por boas causas: muito trabalho, várias apresentações, shows maravilhosos... pois é, eu não disse que o preço do show do Bajofondo em Brasília estava um assalto? E estava mesmo, mas tive a sorte de ganhar dois ingressos na última hora.

O show foi bárbaro! O único problema (além do preço escandaloso) é que esse tipo de show não pode ser pra ficar quietinho sentado. É show p'a bailar! Coisa que só aconteceu depois da metade do show e de muita insistência dos integrantes do grupo. Quanto a mim, não foi necessário pedir pra subir no palco. Ao primeiro movimento, lá estava eu pululando por todos os recantos da ribalta.

É show p'a bailar e pra não esquecer nunca.

Fica aí minha foto de feliz da vida junto a uma das melhores bandas de tango novo, neo-tango, tango eletrônico ou 'essa música que vocês estão ouvindo', como definiu Gustavo Santaolalla, líder do grupo.


.:.:.:.:.:.:.:.

quinta-feira, 23 de abril de 2009

Bajofondo no Brasil



Espero que esse dê pra ver... (apesar do preço salgadíssimo em Brasília)

Serviço da turnê no Brasil:

São Paulo
Quando: 07/05, às 21h30
Onde: Via Funchal - Rua Funchal, 65 - Vila Olimpia, www.viafunchal.com.br
Quanto: De R$ 60 a R$ 220

Brasília
Quando: 08/05, às 21h
Onde: Sala Villa-Lobos do Teatro Nacional
Quanto: R$ 150 (meia-entrada para estudantes, professores e idosos), R$ 300 (inteira)

Rio de Janeiro
Quando: 09/05, às 22h
Onde: Vivo Rio - Av Infante Dom Henrique, 85
Quanto: De R$ 60 a R$ 220

Porto Alegre
Quando: 10/05, às 20h
Onde: Teatro do Bourbon Country - Av. Túlio de Rose, 80 - 2º andar
Quanto:De R$ 60 a R$ 250



...

sexta-feira, 3 de abril de 2009

Vídeo: Aurora Lubiz e Luciano Bastos

Essa minha grande mestra está agora no Rio dando cursos e workshops. Sugiro que quem more por lá faça, pois vale a pena. Dêm uma conferida no show de salão que ela e meu amigo Luciano dão nesse vídeo.




...

quinta-feira, 2 de abril de 2009

Milonga Agytu's com Champagne

Mensagem de Alice Vasques e André Sampaio, grandes movedores do tango no Rio de Janeiro:

QUERIDOS AMIGOS,

NO DIA 8 DE ABRIL NA MILONGA AGYTU'S, ESTAREMOS DANDO AS BOAS VINDAS AOS NOSSOS AMIGOS QUE VEM DE BUENOS AIRES PARA A GRANDE MILONGA CHAMPAGNE ORGANIZADA POR ANNA MARIA E JOÃO CARLOS, QUE SERÁ NO DIA 9 DE ABRIL NO CLUBE OLÍMPICO COM APRESENTAÇÃO DOS BAILARINOS JAVIER DIAZ
E LUNA PALACIOS.
IMPERDÍVEL!!!

CONTAMOS COM A PRESENÇA DE TODOS, SERÃO DOIS LINDOS BAILES.

BEIJOS
ALICE E ANDRÉ


...

1º Congresso de Tango de São Paulo



Começa hoje, dia 2, e vai até dia 5, trazendo nomes nacionais e internacionais na arte da dança, além de palestrantes, como Benzecry Sabá, escritor, historiador e professor de tango. Dentre os bailarinos cintilam nomes como Hugo Daniel e Guillermina Quiroga, Dámian e Nancy, Vitor Costa e Margareth Kardosh, entre outros.


Saiba mais, acessando o site do evento: http://congressotangosaopaulo.com.br/artistas.html



...

quarta-feira, 25 de março de 2009

Tosca Tango em Waking Life

Mais uma animação de primeira. Aqui a Orquestra Tosca Tango aparece no filme de animação Waking Life. Ótimo filme, por sinal. Na época em que ele foi lançado no Rio, apenas cinemas obscuros o projetaram. Eu fui ver, meio que por acaso, pois na verdade nem sabia que tinha tango na parada. Qual não foi minha surpresa quando vi que a trilha sonora inteira era tango...




...

Homero Manzi



Desde que comecei meus estudos no tango, conheço Homero Manzi, assim, de ouvir falar. No entanto não sabia que ela era um dos meus poetas preferidos. Grande poeta, diga-se.

São dele as jóias "
Che Bandoneon", "Barrio de tango", "Milonga del 900", "Desde el alma" (essa eu sabia da letra que ele colocou bem depois da composição de Rosita Melo), entre tantas outras.



É o que sempre falo a meus alunos: o tango é um labirinto infinito. Quando você pensa que encontrou o caminho, vê que o caminho leva a mil outros.



...

sexta-feira, 20 de março de 2009

IV Bailongo da Estilo




A quarta edição do Bailongo da Estilo (baile de tango) aconteceu no dia 15 de março e contou com a bela apresentação de Oscar Ricarte e Nadja Gomes abrilhantando a noite. O próximo Bailongo acontecerá no dia 19 de abril e, desta vez, a apresentação será surpresa.


.:.:.:.:.:.:.:.:.:.:.

terça-feira, 10 de março de 2009

Geraldine e Javier




...

Tango na Índia (Mumbai)


Ultimamente ando me jogando no desafio de descobrir tango até onde o vento faz a curva.

Essa foto é de uma milonga que acontece toda segunda-feira em Bombaim (Mumbai), Índia.



Pra quem quiser dançar por lá, aí vai o serviço:

Zenzi Bar, Banda, 183, waterfield road, Bandra (w), Mumbai 400 050, Ph. +22-56 430 670




.:.:.:.:.:.:.:.:.:.:.:.

terça-feira, 3 de março de 2009

Condução?


Para começar essa postagem, devo dizer que a palavra em si já me dá arrepios. Como alguém vai me conduzir se não sou um carro, não tenho engrenagens, volante, freio e acelerador. E cadê meu motor? Meu chassi?

Definitivamente não. Um verdadeiro cavalheiro não conduz. Se ele quer estar à frente da criação coreográfica da dança, que induza, que convide, sempre em sintonia com a sua dama.

Infelizmente o que ainda vejo por aí, é a velha estória do homem conduzir e a mulher se deixar conduzir. Talvez por falte de quem lhes ensine: "Ei, moça, você pode criar, sabia?"

Daí quando falo isso, acorrem logo os tradicionalistas de plantão: "Só podia ser a Flávia, essa feminista tresloucada! Quer mudar a dança de salão!"

Ora, e por que não?


...

sexta-feira, 27 de fevereiro de 2009

Fernandez Fierro - A (re)volta dos que não foram

A Orquesta Típica Fernandez Fierro veio a Brasília, mas os ingressos esgotaram tão rápido, que eu consegui perder esse momento imperdível.

Escrevo aqui para deixar registrado meu desapontamento e ver se, de alguma maneira, consigo fazer com que eles voltem. Muito tangueiro apaixonado tentou, mas não conseguiu entrar, o que é uma lástima.

Prometo em breve postar um vídeo deles.



...

quinta-feira, 26 de fevereiro de 2009

Fernandez Fierro em Brasília - imperdível!


"Depois da folia do carnaval, chega à Brasília uma das revelações do novo tango argentino. A Orquestra Típica Fernandez Fierro sobe ao palco do Teatro da Caixa para única apresentação no dia 26 de fevereiro, às 20h.

Este será o primeiro show da Orquestra Típica Fernandez Fierro (OTFF) em Brasília. Os 12 integrantes apresentam na capital federal canções do último CD, "Mucha Mierda", além de algumas releituras de clássicos do tango, bolero e milongas.
A Orquestra vem renovando radicalmente a imagem dos espetáculos de tango de Buenos Aires com seus arranjos bastante personalizados e seus tangos próprios e fortes, seus trajes coloridos e seu compromisso social. Correspondentemente, é sucesso em turnês pela Argentina, Europa e América.

Formada por quatro bandoneóns, três violinos, viola, violoncelo, contrabaixo, piano e cantor, a OTFF mescla tradição a uma atitude particular baseada em sua potente maneira de sentir e interpretar o tango. O grupo, constituído em 2001, edita seus discos, cuida da sua agenda e administra de maneira independente seu próprio clube (o Clube Atlético Fernández Fierro, sediado em Buenos Aires).

A Orquestra é organizada em forma cooperativa e integram o repertório arranjos novos de tango tradicional, além de canções próprias, compostas por alguns de seus jovens integrantes.O primeiro CD “Envasado em Origen” foi lançado em 2002.
No ano seguinte, veio o segundo trabalho discográfico, “Destrucción Masiva”. Em 2005, os meninos lançaram o terceiro CD, “Vivo en Europa”, com material gravado no principado de Liechtenstein, entre a Áustria e Suíça, em 2004. Em março de 2006, lançaram o DVD “Tango Antipánico”, gravado ao vivo em 2005 na Trastienda Club, em Buenos Aires. O último trabalho, “Mucha Mierda”, foi gravado no auditório da Biblioteca Nacional Argentina e editado em agosto de 2006.

(...)

Serviço
* Show com a Orquestra Típica Fernandez Fierro
* Data: 26 de fevereiro de 2009
* Horário: às 20h * Local: Teatro da CAIXA - SBS Qd 4 lote 3/4
* Ingressos: R$ 10 e R$ 5 (meia-entrada para estudantes, pessoas com 60 anos ou mais)
* Classificação Etária: livre"


Matéria de João Carlos Corrêa extraída do blog Brasília Cultural e Inclusiva (link nos blogs amigos)



.....

terça-feira, 17 de fevereiro de 2009

Tango Negro

Quando vemos Ernest Williams e Maricela Wilson dançando, podemos ter um vislumbre do que foi verdadeiramente a influência negra na cultura do tango. A partir disso, voltamos àquilo que foi a 'origem': o candombe.


video



...

quinta-feira, 12 de fevereiro de 2009

Tango de homem para homem


Pegando carona na dança dos Hermanos Macana, apresento-lhes o início da história do tango. Sim, o tango - essa dança de sedução e sensualidade - já foi dançado só por homens, mas por que?

Naquela época (final do século XIX), o tango era a música tocada nos subúrbios de Buenos Aires, principalmente nos bordéis. Música cabareteira e dança idem, que era feita com os corpos colados, marinheiros e toda sorte de malandros e trabalhadores iam aos lugares de meretrício para pegar as melhores "damas" da noite. Para isso, tinham que bailar bem aquela dança considerada lasciva pela sociedade.

Por isso dançavam homem com homem, para aprimorarem sua técnica e trocar passos para impressionar nos salões.

Até hoje não é tabu a dança entre homens em Buenos Aires, e no Rio de Janeiro chegou a ser uma espécie de tradição, os homens dançarem juntos ao final do baile. As mulheres também já têm o costume de dançar entre elas em alguns bailes, mas ainda são poucas que se arriscam a ser o "homem" na dança.

Eu, enquanto profissional atesto: essa troca de papéis é tudo de bom!


...

sábado, 7 de fevereiro de 2009

Los Hermanos Macana

Figuras notórias do tango, há tempos se apresentam nas mais diversas milongas de Buenos Aires, e agora, do mundo. Com vocês, Enrique e Guillermo de Fazio, Los Hermanos Macana, dando show ao som da osquestra Color Tango.


video





.:.:.:.:.:.:.:.:.:.:.

quinta-feira, 29 de janeiro de 2009

Vamos a Buenos Aires!


Em junho sai um grupo para dias e noites inesquecíveis em Buenos Aires, levado por essa que vos escreve.

Ainda não tenho o valor fixo, pois o câmbio anda muito flutuante nesses dias recém-Obama. Mas já dá pra ter uma idéia de quanto vai-se gastar no pacote.

Ficará em torno de
R$ 2.267,51 (Duplo) e R$ 2.220,31 (Triplo), com o dólar mais ou menos a U$ 2,40. Sendo que poderá ser dividido em uma entrada + 11 X.

O pacote inclui: passagem ida e volta para Buenos Aires, estadia em Hotel três estrelas no centro (vista pro Obelisco) com café da manhã e translados aeroporto - hotel - aeroporto.

Para ficar mais mamão com açúcar, só sabendo que o peso argentino está custando 0,74, com tendências a baixar. Convertendo para milonga (baile de tango) que está por volta de $5 e $10 com orquetra ao vivo, aí é só correr pro abraço! (literalmente)

Então peço que, quem estiver interessado, me mande um e-mail ftvtango@yahoo.com.br para entrar na lista do grupo.

Ah, e preparem as roupas de frio, porque nessa época em Buenos Aires só falta nevar... (ai, que delícia, com um bom vinho...)

Mais informações (aulas, passeios, espetáculos de tango, onde comprar o que) nos próximos posts.


.:.:.:.:.:.:.:.:.:.

terça-feira, 27 de janeiro de 2009

Letra: Milonga Sentimental




de Sebastián Piana e Homero Manzi



Milonga pa' recordarte,
milonga sentimental.
Otros se quejan llorando,
yo canto por no llorar.
Tu amor se secó de golpe,
nunca dijiste por qué.
Yo me consuelo pensando
que fue traición de mujer.

Varón, pa' quererte mucho,
varón, pa' desearte el bien,
varón, pa' olvidar agravios
porque ya te perdoné.
Tal vez no lo sepas nunca,
tal vez no lo puedas creer,
¡tal vez te provoque risa
verme tirao a tus pies!

Es fácil pegar un tajo
pa' cobrar una traición,
o jugar en una daga
la suerte de una pasión.
Pero no es fácil cortarse
los tientos de un metejón,
cuando están bien amarrados
al palo del corazón.

Milonga que hizo tu ausencia.
Milonga de evocación.
Milonga para que nunca
la canten en tu balcón.
Pa' que vuelvas con la noche
y te vayas con el sol.
Pa' decirte que sí a veces
o pa' gritarte que no.



...

sábado, 24 de janeiro de 2009

Cafe de los Maestros

No melhor estilo Buena Vista Social Club, o Cafe de los Mestros comove e ensina do começo ao fim. Seria obrigatório para os tangueiros, não fosse tão difícil vê-lo.

Em salas obscuras, em cinemas distantes, em horários desencorajadores, a tendência é essa obra-prima de Gustavo Santaolalla (Bajofondo) passar batida para muitos amantes dessa arte.


Mas não se acovarde, corra atrás desse filme, porque vale muito o esforço.

Maestros como Ubaldo de Lío, Mariano Mores, Horacio Salgán, dentre muitos outros do mesmo quilate, desfilam suas notas raras e seus depoimentos de quem já viu eras de tango passar, com uma emoção sincera e nada afetada. Todos se juntam com o objetivo maior: fazer um grande concerto de tango no Teatro Colón.

O resultado não poderia ser menos que magnífico.

Abaixo, o trailer do filme:


video





...

sexta-feira, 23 de janeiro de 2009

terça-feira, 20 de janeiro de 2009

A Media Luz em janeiro




Afinal teremos baile de tango este mês!



A milonga A Media Luz vai acontecer sob o comando de Cléa de Paula e auxílio luxuoso do tangueiro Lessa, tudo em homenagem ao nosso querido Giovani que partiu no início do ano.

Vai ser neste domingo, dia 25, a partir das 19h, no CDMA que fica na 710 Norte.

Vamos todos pra lá!

(na foto, Giovani e Cléa)

...

sexta-feira, 16 de janeiro de 2009

Músicos de Tango - lista

Meus alunos andaram me cobrando uma lista de músicos (e músicas) de tango para procurarem e poderem ficar ouvindo.

Bueno, aí vai a lista de alguns músicos:

- Rodolfo Biagi
- Hector Varela
- Osvaldo Pugliese
- Miguel Caló
- Carlos Di Sarli
- Francisco Canaro
- Beba Pugliese
- Anibal Troilo
- Roxana Fontán (cantora)
- Goyeneche (cantor)
- Rodolfo Mederos
- Juan D'Arienzo
- Astor Piazzolla
- Carlos Gardel
- El Arranque

Por enquanto está bom. Se lembrarem de mais algum, podem mandar. São muitos realmente. Para apreciação, fiquem com Osvaldo Fresedo logo abaixo.


video




...

segunda-feira, 12 de janeiro de 2009

Um mês sem tango




Parece que ficou subentendido: com a ida de Giovani para outra dimensão, aqui nesse espaço-tempo Brasília/janeiro não haverá baile.

O Bailongo da Estilo - que essa que vos escreve, organiza - não vai rolar. Não tem clima. Simplesmente parece fora de questão.

A pergunta que paira no ar e não quer calar é: quem ficará à frente da milonga A Media Luz? Ela acabará de novo? Espero sinceramente que não.

Mas por enquanto, vamos nos acostumando com o fato de que aquele que víamos em todos os bailes, não estará no próximo (em fevereiro). E isso vai causar estranheza...



...

quarta-feira, 7 de janeiro de 2009

Tango Vals com Julio e Corina

video

Notem que o vals, por ter compasso ternário (e não quaternário como o tango), é mais redondo, pede mais giros e movimentos sinuosos. Para mostrar essa peculiaridade do tango vals, ninguém melhor que os grandes mestres Corina de la Rosa e Julio Balmaceda. Saboreiem.

...

segunda-feira, 5 de janeiro de 2009

Giovani, mais um tangueiro alado


As milongas celestiais merecem ter Giovani entre seus dançarinos e DJs, mas nós, que por aqui ainda estamos, definitivamente não merecemos não tê-lo mais organizando sua milonga, voltando a dançar, depois de tanto esperar pela recuperação de sua perna, rindo com os amigos, fazendo piada de tudo, mandando todos irem para a pista (quem não ouviu sua célebre frase "Mas o que vocês estão fazendo aqui conversando? Já para a pista!").

Ele deixa vazio impossível de preencher, pois além desse alto astral, era um verdadeiro militante do tango. Não havia um baile em que ele lá não estivesse prestigiando. Não havia um evento de tango que ele não divulgasse massivamente.

Se o tango deve a alguém sua permanência em Brasília, com certeza deve a ele.

Dance agora com os anjos, amigo de todos nós!

ass.: Comunidade Tangueira de Brasília



...