segunda-feira, 29 de setembro de 2008

Cavalheiros de aluguel - Opinião I

Prosseguindo nosso tema do mês - dançarinos de aluguel - postarei opiniões que chegaram a mim via e-mail, e cujos remetentes não se importam de ter seus comentários postados, e até identificados. Mas por uma questão minha, não divulgarei seus nomes. O texto abaixo foi enviado por uma tangueira carioca, que não contrata personais.

"No ambiente do Tango, os homens, em sua maioria, são favoráveis à contratação dos personals. Porque? No meu entender, é mais conveniente, cômodo, até. Principalmente para os organizadores. Melhor fariam se contratassem esses mesmos "taxi-dancers" para trabalhar em suas casas, pagar-lhes um bom salário, dar comida e bebida, além do transporte - por que não?

Mas não, preferem aceitar as coisas como estão. Essa atitude
carrega no seu bojo a essência do machismo, já que, quando a dama em questão é das boas (é muitas o são), os cavalheiros se aproximam e sem a menor cerimônia tiram-nas para dançar. Por isso é que estou vendo muitas excelentes damas conhecidas sentirem-se desvalorizadas, desencorajam-se e aos poucos sumindo dos bailes.

Pense bem: a despesa é grande, mesmo se você considerar que duas ou três dividem o mesmo personal. Aqui no Rio, aquelas que apreciam um drinque estão preferindo ir e voltar aos bailes de táxi, que dependendo da distância, já custa um bocado, principalmente se moram umas distantes das outras. AInda têm que pagar a sua entrada na milonga. Somado a isso, há o custo do personal: ingresso, bebidas, petiscos e finalmente o "aluguel", que regula entre 70 e 100 reais.

Compute isso em cada baile durante a semana e nos fins de semana. Não é pouco, eu garanto. "

...

domingo, 28 de setembro de 2008

Figuras do Tango: André & Alice

.
Já estava em tempo
de colocarmos una pareja de bailarinos profissionais de tango entre as nossas figuras do tango.

Falo de André Sampaio e Alice Vasques, um casal de cariocas que prima pela elegância e as belas linhas em sua dança.

Poderia falar muito mais, mas nesse caso, uma imagem (em movimento) vale mais que um livro inteiro. Ah, e por falar em livro, vale lembrar que André também é poeta.


video


.:.:.:.:.:.:.:.:.:.

quinta-feira, 25 de setembro de 2008

Brincando de tango

Para dar uma relaxada no tema sobre dança de aluguel, vamos falar sobre o tango que eu mais gosto de dançar: o tango lúdico. Aquele em que um brinca com o outro, propondo movimentos, e não apenas o cavalheiro "conduz" a dama.

Para ilustrar o que estou falando, posto aqui um vídeo didático com Alex e Luz brincando de tanguear. Percebam como em alguns momentos é ela quem propõe o movimento. E para os desavisados, saibam que 90% dos homens com quem 'surpreendi' com esse tango, simplesmente adorou!

video

terça-feira, 23 de setembro de 2008

Ainda sobre a dança de aluguel



Eles são jovens, de boa aparência, bem vestidos, educados e em sua maioria, de origem humilde.

Elas são mulheres por volta da meia idade, gostam de caprichar no visual, gastam pouco no baile (nossa amiga Raquel Mellman fez uma explanação sobre isso, que pretendo publicar), têm uma condição financeira confortável e querem , acima de tudo, não tomar chá-de-cadeira nos bailes.

Eles, em algum momento se encontraram, e viram que tinham muito em comum.


Descobri que há outra definição ainda para os personais dancers: taxi dancers. Devo confessar aqui que a palavra taxi não me soou bem. Me veio à cabeça a imagem de um dançarino que liga o taxímetro ao tirar uma dama para dançar.

Vejam bem, não sou contra nem a favor. Pela minha própria posição de 'repórter' do tema, tenho que me colocar com isenção. Apenas comentei de um incômodo com uma palavra e não com a prática em si.

Desde que postei esse assunto, chegaram e-mails e (apenas)dois comentários a respeito. Cada qual colocando seu olhar sobre a situação.

Cheguei a mandar uma entrevista para algumas damas que contratam esse tipo de serviço, de regiões diferentes do Brasil, para que pudéssemos ver seu olhar também. Até agora, nenhuma respondeu, mas prossigo esperando. Aposto que todos nós gostaríamos de saber o que elas têm a dizer.

Então, damas, pronunciem-se!

grande abraço, e seguimos falando.

...

segunda-feira, 22 de setembro de 2008

Cavalheiros de aluguel II - o personal dancer

Para nossa segunda parte sobre os cavalheiros de aluguel, mais conhecidos pela expressão em inglês "personal dancer", posto aqui a entrevista que fiz com um deles, para que possamos ter acesso a seu ponto de vista.


A melhor definição é 'personal dancer'? Se não, qual é?
Sim, significa dançarino pessoal.

O que faz um PD?
É um profissional da dança que acompanha as pessoas em eventos dançantes, ou é contratado por algumas casas de show para animar a festa, dançando com os convidados presentes no evento.

O que te levou a trabalhar como PD?
Além da parte financeira, porque gosto de levar alegria às pessoas que vêem na dança uma maneira de diversão.

O que é a dança para você?
Acima de tudo, uma profissão que desempenho com muito prazer e satisfação.

Como começou?
Isso é uma longa estória, mas resumindo, ao ver as pessoas dançando nas festas, achava muito bonito, e resolvi procurar uma academia pra aprender a dançar. Logo no primeiro dia percebi que eu levava jeito pra dança, e comecei então a fazer alguns investimentos, como workshops e congressos nacionais e internacionais. De lá pra cá, nunca mais parei.

Além da dança de salão, você faz outras coisas?
Sim. Sou professor de violão e trabalho com teatro também.

O que você faz com o dinheiro que ganha como PD?
Faço investimentos pessoais e profissionais.

Você gosta do que faz?
Sim. Gosto e tenho muito orgulho do que faço.

Como é a relação contratadora-contratado?
Bem profissional. Geralmente as pessoas que contratam, buscam além da dança, uma pessoa para conversar. Por isso os profissionais dessa área têm que estar antenados, não só nas novidades da dança, mas dominar também vários assuntos, para ter o que conversar e não falar besteira, (risos).

Você já foi para a cama como alguma contratadora?
Não e nunca recebi tal proposta. Pelo contrário, sou muito bem tratado e muito respeitado.

Já se envolveu emocionalmente com uma contratadora?
Não.

Ficou amigo de alguma(s)?
Isso sim.

O que você mais aprendeu como PD?
Aprendi muita coisa. Uma delas foi a respeitar as pessoas que contratam, pelo simples fato de que elas querem somente diversão, sem segundas intenções.

Acha que existe algum preconceito com relação a esse tipo de trabalho?
Sim. Pessoas que não entendem a profissão e acbam falando o que não sabem.

Alguém já lhe destratou por ser PD?
Não.

Como você lida com esse preconceito?
De forma natural. É um trabalho digno como qualquer um.

Quanto você tira por mês - em média - com esse trabalho?
Prefiro não declarar, (risos).
Espero que com essa matéria as pessoas vejam os PDs com mais respeito e valorizem mais a profissão.


...


sexta-feira, 19 de setembro de 2008

Cavalheiros de aluguel


Mais uma vez entro em campo minado, ao abordar o tema sobre 'cavalheiros de aluguel' nos salões.

Há quem ache que eles são fruto de uma necessidade natural de damas que geralmente ficam sentadas praticamente o baile todo, por não serem tiradas para dançar.

Há quem diga que isso é uma forma de prostituição, e que essa prática deveria ser eliminada dos bailes.

Há os que não se incomodam.

Há as damas que assumem contratar esse tipo de serviço, numa boa.

Há os 'contratados' que se envergonham e os que também assumem a prática, alegando ser um trabalho como qualquer outro.

E você, tem uma opinião a respeito?


...

quinta-feira, 18 de setembro de 2008

Fome de Dança


Quero agradecer a todos que compareceram ao workshop de milonga. Parabéns a todos nós que evoluimos mais um pouco na cadeia alimentar da dança.

Não é por nada não, mas o grupo arrasou!


Em breve, o álbum do evento ;)


...

terça-feira, 16 de setembro de 2008

IV Rio Tango Festival


Então, como prometido, o IV Rio Tango Festival, que vai acontecer em novembro:

Para informações sobre o evento, clique aqui







...

sexta-feira, 12 de setembro de 2008



Quanto à prática deste domingo, dia 14, vai ter 'cortina' entre as tandas, pois não tive tempo de preparar seleção para prática, então vai rolar a seleção que fiz pros bailes que eu dava no Centro Cultural Carioca no Rio.

Mas tem uma coisa boa nisso aí: a cortina é nada mais, nada menos que Paulo Moura e Yamandú Costa fervendo num sambinha danado. Luxo só!

Abraços tangueiros a até lá!

PS: Pra quem não lembra, ou não anotou, dia 14, domingo, a partir das 17h na 309 norte, bloco D (Academia Dança & Cia - antiga Daniela Amorim)

PS 2: Pra quem não sabe, cortina é o trechinho de uma música que divide as tandas. Tanda é um bloco de umas três ou quatro músicas, geralmente da mesma orquestra.

...

Workshop de Milonga



Quando?
Dias 13 e 14 de setembro (sábado e domingo), de 15h às 16h45, havendo uma prática de tango após a aula de domingo (17h) onde todo mundo pode ir, mesmo que não tenha feito o curso. Levem comes e bebes e vamos fazer uma festa!

Onde? Academia Dança & Cia 309 N bloco D subsolo

Quem? Flávia Valente (eu, recém chegada do Rio de Janeiro) e Leandro Vieira (chegado há um ano de Uberlândia

Quanto? (preço de pais pra filhos) R$ 50,00 individual e R$ 70,00 casal. A prática custa R$ 5,00

Por que? Porque percebi que falta repetório e técnica de milonga aqui em Brasília. Quando toca uma tanda num baile, quase ninguém levanta, a maioria alegando que não sabe direito. Então agora eis uma bela oportunidade de saber ;)


Espero vocês lá!


...

quarta-feira, 10 de setembro de 2008

Aluguel de apartamentos em Buenos Aires


Agora, quem quiser ir a Buenos Aires e não tem grana ou não quer gastar uma fortuna em hotel, pode alugar um apartamento por uma semana, quinze dias ou um mês, por um preço bem mais acessível. E fica mais barato ainda se juntar um pessoal e dividir o aluguel.

Aí vai o link que minha amiga argentina Luciana Rial mandou, com preços, fotos e endereço dos apartamentos. Uma boa!

www.temporaryrentba.com

.
.
.

sábado, 6 de setembro de 2008

sexta-feira, 5 de setembro de 2008

Milonga Entresueños de Setembro

.....

Nesse domingo, dia 7, tem EntreSueños

Organização de Ocar Ricarti e Alex Gomes

Núcleo de Dança do Espaço Cresça - 903 Sul (ao lado da UniDF)

a partir das 19h
.
.
.

quarta-feira, 3 de setembro de 2008

Iniciação ao Tango em Sobradinho




Sábado agora vou dar uma aula experimental de Iniciação ao Tango em Sobradinho, junto com o professor Leandro Vieira.

Como o nome já sugere, a aula á para iniciantes. Aquelas pessoas que sempre acharam o tango lindo, a música maravilhosa e nunca tiveram oportunidade de conhecê-lo de perto.

Eis mais uma oportunidade aqui. Espero que dessa vez, aproveitem.

Vai ser dia 6 de setembro (sábado), às 15h no Espaço Fitness 15 QD 15/17 Cl.21 Sobradinho


...

terça-feira, 2 de setembro de 2008

A 'mirada' e o 'cabeceo'


Sobre a etiqueta do salão:

O que fazer, cavalheiro, quando você tira uma dama para dançar e - vamos na gíria - toma um toco? Leva um "não" na cara?

A situação não é muito comum, mas existe. Principalmente com cavalheiros novatos que são rechaçados pelas mais experientes.

Minha sugestão: observe mais. Veja como se comportam as damas. Veja se aquela que você intenta tirar para dançar, vira a cara quando você olha.

Foi daí que surgiu o velho e bom 'cabeceo' entre os argentinos. O sujeito, pra não passar vexame em público, sendo recusado por uma dama, primeiro lança-lhe a famosa 'mirada', que consiste em ficar olhando para o seu alvo por um tempo. Se a dama em questão corresponder ao olhar e não lhe virar a cara, então ele lhe faz o convite, cabeceando em direção à pista de dança. Daí ela vai.

Vejam que há todo um ritual, e não é à toa. Acredito que tanto cavalheiros como damas já tenham se livrado de constrangimentos com esse mecanismo simples: o olhar.

Talvez essa seja uma boa abordagem a ser trabalhada aqui também. Quem sabe?

Então, vamos lá, cavalheiros, tentem imitar Marlon Brando na foto acima e mandem ver!

...

segunda-feira, 1 de setembro de 2008

Figura do Tango: Américo del Rio


Ninguém melhor que esse argentino carioca para contar porque é uma figura do tango:

"Cheguei aqui há 25 anos, sendo que antes morei um pouco em Havana(Cuba), Vigo e Barcelona (Espanha) e muitas vezes fiz viagens por projetos de ONGs (Marrocos, Equador, Perú, Denver, México, Europa, etc). Hoje moro no melhor bairro do Rio, Santa Teresa.

O motivo de ter optado pelo Rio? Me apaixonei pela cidade e pela mulher que conheci, Lilian, com quem me casei , daí os meninos Pablo e Diego. Também o meu "self" me disse: seja um tanto brasileiro porque viver intensamente também é arte e traz felicidade.

Por isso saio em escola de samba todos os anos, sou Vila Isabel porque foi a primeira que conheci, porque Noel Rosa é o Gardel brasileiro, porque as cores são as da Argentina e porque meu santo é Santo Antônio, padroeiro da escola, filho de Oxossi; saravá!!!


Tempos depois, já separado, chegaram os filhos Pedro e o de criação Linaldo. Trabalho como auditor da Fiocruz, faço gravações em espanhol pro CCAA, sou fisioterapeuta e escrevo projetos para ONGs. Meu hobby é o gotan (tango) por isso o site (Rio Tango), fotoblog, boletim e o anual Rio Tango Festival . Atenção: não vivo disso!"

Além de tudo, foi jurado no Campeonato de Tango do Rio de Janeiro e está sempre disposto a encabeçar um novo projeto. Não sei de onde tira tanta disposição! Uf!

Na foto, com Maria Antonietta na Estudantina Musical/RJ

(Aliás, sendo esta nossa próxima homenageada, e o Rio Tango Festival, nossa próxima abordagem. Aguardem)
.
.
.