sexta-feira, 19 de setembro de 2008

Cavalheiros de aluguel


Mais uma vez entro em campo minado, ao abordar o tema sobre 'cavalheiros de aluguel' nos salões.

Há quem ache que eles são fruto de uma necessidade natural de damas que geralmente ficam sentadas praticamente o baile todo, por não serem tiradas para dançar.

Há quem diga que isso é uma forma de prostituição, e que essa prática deveria ser eliminada dos bailes.

Há os que não se incomodam.

Há as damas que assumem contratar esse tipo de serviço, numa boa.

Há os 'contratados' que se envergonham e os que também assumem a prática, alegando ser um trabalho como qualquer outro.

E você, tem uma opinião a respeito?


...

Um comentário:

Moaqcir disse...

Eu Promovo dois Eventos de Tango semanais em São paulo.
Os "Personal Dancers" ou "Taxi Dancers" como chamam em NY, se constituem numa grande solução para as mulheres desacompasnhadas que frequentam as milongas.
A Quantidade de "Damas" é 85% superior à de "Cavalheiros.
Assim sendo, os "Personal Dancers" proporcionam a oportunidade das desacompanhadas dançarem.
Faço uma Seleção de Profissionais que além de dançarem bem o Tango, devem ter: Ótima Aparência, Educação e Higiene corporal e bucal.

Nos meus Eventos as "Damas" adquirem fichas que dão direito a uma dança.

Muitas Mulheres contratam "Personal
Dancers" particular, ou seja para o baile inteiro.

Sou 100% a favor!

Moacir Castilho