sábado, 4 de outubro de 2008

Así se baila el tango: pivot


Ou pivô, ou pivoteio, significa - no tango - girar na planta dos pés. Geralmente num pé só.

Tanto mulheres quanto homens lançam mão deste magnífico artifício, quase que o tempo todo, mas não é fácil encontrar alguém que o faça bem feito.

Pra começar, há que se estar muito certinho no seu eixo para poder pivotear. E eixo é outro assunto extenso. Fato é que a maioria das pessoas desconhece o termo e mais ainda onde se esconde esse tal em seu corpo.

Exercícios de equilíbrio são fundamentais para se ter eixo (que é a linha imaginária em torno da qual giram as coisas, como a terra, nós, etc.), e para se ter um pivoteio elegante e controlado, daqueles que você não precisa rezar antes pra São Nijinski para que ele saia a contento.

Primeiro passo: dê um passo (com passagem de peso, bem entendido) e gire um pouquinho no pé de base, sempre com o peso na planta do pé. Não se esqueça do mantra "juntar os pés" sempre que fizer esta operação.

SE você não pretende já sair dando piruetas e mais piruetas, pode ser feito em casa mesmo, de meia, sapato ou sapatilha.

...

2 comentários:

Aline Romaiane disse...

Uau, Flavinha!! Vou considerar que isso foi especialmente pra mim, apesar de ter plena consciência que não sou a única a ter dificuldades com o bendito do pivoteio.... Muito bom!! Seguirei as dicas!! Meu professor vive falando pra eu treinar em casa... Tenho sido uma menina má nesse ponto...
:( Mas prometo que ainda vou arrasar no tango!! Bjos

Raquel (Rio Tango) disse...

Quase 15 anos de tango e ainda estou procurando esse bendito eixo!!! Nem sempre você tem o privilégio de dançar com uma pessoa que já encontrou o seu, que te coloque onde você pode ficar confortável (que é ali onde está o danado). Mas quem gosta do 2x4 continua, com todos os perrengues!