sábado, 17 de abril de 2010

A história de um outro tango - parte 2

(Vernon e Irene Castle)


Se é verdade que Rodolfo Valentino apenas reproduzia o tango que era dançado nos Estados Unidos em sua época (década de 20), quem então foi o precursor ou precursora dessa dança?


Pois as pistas estão cada vez mais quentes: foram dois precursores, Vernon e Irene Castle que eram casados, ele inglês e ela norte-americana. Juntos revolucionaram as danças de salão de sua época. Estamos no período compreendido entre 1910, quando eles se conheceram e começaram a parceria e 1915, quando ele se alistou na Força Aérea inglesa.


Cinco anos pode parecer pouco, mas foi o suficiente para que criassem moda nos Estado Unidos e no mundo, através de suas peças na Broadway e filmes com sua dança, chamada até hoje de New Ballroom Dance. A influência de Irene era tão grande nas mulheres da sociedade, que estas copiavam seu cabelo, suas roupas, e acabaram por copiar seu modo de dançar.


Essa releitura (no lugar de distorção) que fizeram com o tango, que recém chegava naquelas paragens, também aconteceu com uma dança brasileira, o maxixe. Tudo bem adequado ao palco e ao modo de vida da “boa sociedade” norte-americana, que não ousaria tocar os quadris de forma libidinosa na dança a dois, como acontecia com os latino-americanos. Daí o jeito diferentão de se dançar o tango, bem como de tocar, pois na falta de um bandoneon, ia-se de orquestra tradicional, com destaque para a marcha que impunham ao tango.


Vernon Castle morreu precocemente em 1918, aos 31 anos num acidente de avião e Irene Castle casou-se mais três vezes. Neste ínterim, teve um pupilo muito aplicado que seguiu seus passos e atuou num filme sobre a vida do famoso casal: Fred Astaire.


No vídeo vemos Vernon e Irene Castle seguido de cenas do filme The history of Vernon and Irene Castle de 1939, com Astaire e Ginger Rogers dançando foxtrot, polka e maxixe. Do jeito deles, é claro.




No próximo post sobre o assunto, um pouquinho de Fred Astaire e o tango de Hollywood.


...


Um comentário: